Destaques

Atividades físicas para gestantes

As mudanças causadas na gravidez ocorrem principalmente pelo aumento de hormônios que, de acordo com algumas características, irão preparar o corpo da mulher para o desenvolvimento do bebê. Os benefícios da prática de exercícios durante a gestação são controle de peso, melhorando a postura e condições cardiocirculatórias, previne diabetes gestacional e alivia estresse e tensões. Além disso, ajuda a manter o humor estável, autoestima e sono em dia. Há ainda outro ganho: o risco de um parto prematuro cai pela metade.
Porém, algumas atividades não são indicadas. Esportes de contato como futebol ou vôlei, pode haver contato de choques contra a barriga. Também, as grávidas devem evitar andar de bicicleta, pois a alteração do centro de gravidade ocorrida durante a gestação pode causar quedas. Ainda são contraindicados andar a cavalo e patins e mergulhar. A grávida que não fazia nenhuma atividade física antes de engravidar, é melhor que não tente virar atleta, mas pode optar por exercícios leves.
Para praticar atividades físicas, o ideal é vestir roupas leves, usar calçado confortável, alimentar-se bem e tomar bastante líquido para hidratar, tanto antes como depois dos exercícios. Também é importante respeitar os limites do corpo. A qualquer alteração ou desconforto, deve-se suspender a prática. Conversar com o médico antes de iniciar, durante e depois de qualquer exercício é imprescindível para uma boa manutenção corporal na gestação.

Confira atividades para mulheres grávidas:

Musculação: apesar de parecer incompatível, essa atividade pode, sim, ser adotada na gravidez, especialmente se a mulher já era praticante. De qualquer maneira, a carga de peso deve ser pequena.

Pilates: uma das modalidades mais praticadas pelas grávidas. Mas, esta não é uma atividade indicada para mulheres sedentárias antes de engravidar, ou que nunca fizeram pilates antes.

Hidroginástica: atividade mais indicada pelos médicos. No entanto, há de se ter cuidado com o local escolhido, pois as aulas devem ser específicas para grávidas.

Caminhada: outra atividade muito recomentada. E é livre para gestantes que não faziam exercícios. Além disso, regularidade na caminhada ajuda a manter a forma sem sobrecarregar os joelhos.

Ioga: pode deixar a gestante mais flexível, tonifica os músculos e melhora o equilíbrio e a circulação. A modalidade trabalha com técnicas de respiração e relaxamento que podem ser úteis na hora do parto, além de aliviar o estresse.

Alongamento: também ajuda a aumentar a flexibilidade e relaxar músculos. A prática proporciona maior agilidade e elasticidade do corpo, ajudando a prevenir lesões.