Farmácia Agafarma. Sinta-se bem, sinta-se em casa

Destaques

Saiba o que é Mastite e as complicações da amamentação

Durante o período de amamentação você se pega com excesso de cansaço, dores no seio, calafrios acompanhados de febre alta. Sim, algo está estranho e o melhor a fazer é seguir para o médico, porque, se for mastite, o tratamento deve começar logo para evitar grandes complicações.

A mastite é uma inflamação no seio que acontece quando a o leite entra nos vasinhos sanguíneos; neste caso, o corpo reage como se este leite fosse um organismo estranho que precisa ser urgentemente combatido e expulso. Na maioria dos casos, acontece nos três primeiros meses de aleitamento, porém, há a possibilidade de ocorrer depois deste período.

A inflamação – que atinge cerca de 10% das mulheres que amamentam – pode se transformar em pouco tempo em infecção bacteriana; portanto, se apresentar manchas vermelhas nos seios, eles estiverem doloridos, quentes e com inchaços ou o leite estiver empedrado, é importante procurar a ajuda de um profissional. Mamães que optaram por não amamentar também estão suscetíveis à mastite.

Meça sempre a temperatura por meio de um termômetro na boca, pois a região da axila está propensa a estar mais quente que o restante do corpo.

Conheça quais são as causas da mastite; uma delas é quando o bebê não esvazia completamente o peito da mamãe na hora da amamentação. É importante que você o ensine abocanhar perfeitamente a mama, ou então, o leite não sairá de forma adequada. Outras possibilidades são: o seio ficar cheio de forma contínua naturalmente ou a mulher sofrer algum trauma nos seios como uma pancada, batida forte ou algo parecido.

Estas suposições que citamos acima levam à estase láctea – quando o leite não sai e fica preso nos ductos mamários por um longo tempo – principal fator de risco da mastite infecciosa, assim como machucados ou rachaduras no mamilo, que favorecem a invasão de bactérias.

Saiba que, mesmo com mastite, o ideal é que a mulher não pare de amamentar, aliás, é válido afirmar que deixar de dar de mamar só piora a situação.

O tratamento vai depender da gravidade da infecção e poderá ser realizado com analgésicos, antibióticos, compressas e muito repouso. Os remédios prescritos, geralmente, não fazem mal para o bebê. Tire esta dúvida com o médico.

Não tratar esta enfermidade pode acarretar problemas mais graves como que transformar em um abcesso que terá que ser drenado e, em alguns casos, até operado.

As mulheres não ficam imunes à mastite em outras gestações. No entanto, é mais comum em mamães de primeira viagem por não saber muito bem como o processo de aleitamento funciona.

Previna-se. Pergunte a um profissional da saúde como a amamentação deve ser feita, desde a forma como você segura o bebê até como a boca dele deve se encaixar na sua mama. Fonte: universojatoba.com.br