Farmácia Agafarma. Sinta-se bem, sinta-se em casa

Destaques

Artrose: entenda, previna, trate.

A artrose, também chamada de osteoartrite, é uma doença que ataca as articulações promovendo, principalmente, o desgaste da cartilagem que recobre as extremidades dos ossos, mas que também danifica outros componentes articulares como os ligamentos, a membrana sinovial e o líquido sinovial. A cartilagem articular tem por função promover o deslizamento, sem atrito, entre duas extremidades ósseas durante o movimento de uma articulação. Seu comprometimento pode gerar dor, inchaço e limitação funcional. Apesar de poder danificar qualquer junta do corpo, a artrose afeta mais comumente as articulações das mãos, da coluna, joelhos e quadris.
A artrose piora progressivamente com o tempo, e não existe cura. Mas os tratamentos podem retardar a progressão da doença, aliviar a dor e melhorar a função articular.
Segundo dados do Ministério da Saúde, a artrose atinge 15 milhões de pessoas no Brasil. Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que a artrose é a quarta doença que mais reduz a qualidade de vida para cada ano vivido.
Causas
A artrose pode ser primária ou secundária.
A artrose primária ocorre principalmente devido ao uso excessivo de uma articulação, mas também pelo envelhecimento natural do indivíduo. O uso repetitivo das articulações ao longo dos anos causa danos à cartilagem, que leva a dor nas articulações e inchaço. Com o passar dos anos, o fluído que existe entre as articulações (líquido sinovial) se degenera, bem como a cartilagem que recobre esse líquido, chamada de membrana sinovial. O uso repetitivo das articulações ao longo dos anos causa danos à cartilagem, que leva a dor nas articulações e inchaço. Em casos avançados, há uma perda total da cartilagem que envolve as extremidades ósseas nas articulações. Isso provoca o atrito direto entre os ossos, causando dor e limitação da mobilidade articular.
Danos à cartilagem também pode estimular calcificações em alguns pontos em torno das articulações, formando os osteófitos, que são também chamados de bicos de papagaio quando acometem a coluna. A artrose primária frequentemente pode ser encontrada em vários membros da mesma família, o que sugere que ela possa ter características hereditárias.
Já a artrose secundária é uma consequência de doenças ou condições que a pessoa tenha. Problemas que podem levar a artrose secundária incluem obesidade, trauma repetido ou cirurgia das estruturas articulares, articulações anormais no nascimento (anomalias congênitas), gota, artrite reumatoide,diabetes e outros distúrbios hormonais.
Convivendo/ Prognóstico
Faça exercícios
A fisioterapia e prática de exercícios ajudam a prevenir a perda ou a limitação do movimento articular, a atrofia e a fraqueza muscular e a instabilidade das articulações. Músculos mais fortes ajudam a proteger a articulação. Deve-se priorizar exercícios com menor grau de impacto articular e voltados para fortalecimento muscular e alongamentos, sempre acompanhado por profissionais da área e observando as limitações individuais
No início, a reabilitação pode ser feita com exercícios isométricos (feitos com a contração muscular sem o movimento do membro) e, posteriormente, com exercícios isotônicos (que envolvem a mesma contração muscular, mas agora com o movimento), introduzindo lentamente exercícios com carga. Após um período de 12 a 16 semanas, dependendo da evolução de cada paciente, é possível iniciar exercícios de fortalecimento.
Descanse
A higiene do sono é fundamental para o bom controle sintomático da artrose. Entretanto, você pode sentir dificuldades para dormir por conta das dores, ficando com o sono quebrado em várias partes ou então pegando no sono muito tarde. Em ocasiões como essa, pode se fazer necessário um cochilo da tarde, que não deve exceder o período de uma hora para não atrapalhar o processo fisiológico do sono.
Controle seu peso
Manter um peso adequado é fundamental para quem tem artrose, principalmente nos joelhos. O sobrepeso por si pode causar uma sobrecarga mecânica, e acelerar o processo de degeneração das articulações – contribuído para a piora do quadro.
Evite passar muito tempo na mesma posição
Se você vai ficar sentado por muito tempo, faça paradas ou levante-se do assento em alguns momentos, e enquanto estiver sentado procure movimentar e alongar as mãos, braços, pernas e pés. Se você trabalha em um escritório, procure alongar-se de tempos em tempos.
Tome as medicações indicadas pelo médico
O tratamento deve ser rigorosamente seguido sob pena de evolução da doença, e consequente destruição articular. O acompanhamento profissional periódico com adequação de medicações também faz parte do tratamento. Com o avanço das pesquisas e das novas tecnologias, os pacientes cada vez mais levam uma vida normal sem nenhuma limitação – entretanto, nada disso vale se você não seguir as recomendações médicas e tomar seus remédios à risca.
Prevenção
A artrose primária não pode ser prevenida, uma vez que é reflexo da degeneração articular que acontece com o tempo. Já no caso da artrose secundária, medidas como controle adequados das doenças e perda de peso podem ajudar na prevenção. Fonte: www.minhavida.com.br – com adaptações.